FANDOM


Espinho (Rose Forrest)

Primeira Aparição: Superman’s Girlfriend Lois Lane n.º 105 (Outubro de 1970)

Criada por: Robert Kanigher e Ross Andru

Identidade Secreta: Rhosyn Lynne Forrest

Super-poderes: nenhum

Habilidades: lutadora muito habilidosa, tanto no combate desarmado quanto com lâminas, especialmente facas.

Equipamentos: Geralmente, apenas facas. Costuma usar motocicletas para se locomover.

Características especiais: Sofre de dupla personalidade

Espinho é uma anti-heroína de 25 anos de idade que opera principalmente na cidade de Metrópolis, embora já tenha agido também em Gotham City e em Star City. Espinho sofre de dupla personalidade. Em uma delas, é uma mulher tímida e indefesa e na outra é uma vigilante perigosa.

A personagem foi criada pelo escrito Robert Kanigher e o artista Ross Andru em uma história de doze páginas na revista dedicada à Lois Lane, em Outubro de 1970, passando posteriormente a ter sua própria série, chamada “Rose and the Thorn”. Esta personagem é uma atualização da personagem de mesmo nome, chamada Rose Canton, uma meta-humana da Era de Ouro que tinha o poder de controlar plantas e era inimiga do Flash Jay Garrick e do Lanterna Verde Alan Scott, sendo mãe dos heróis Jade e Manto Negro com o próprio Lanterna Verde. Houve uma minissérie em 2004, escrita por Gail Simone, focada em Espinho e também “Rose and the Thorn” e uma história solo da vigilante escrita em 2012 por Tom Taylor.

Rhosyn “Rose” Forrest é filha de um oficial de polícia de Metrópolis, Phil Forrest, que foi morto por uma gangue criminosa conhecida como “Os Cem”. Quando Rose dormia, sua personalidade de Espinho poderia emergir e, quando isso acontecia, ela patrulhava as ruas de Metrópolis, perseguindo e atacando criminosos, especialmente os ligados aos Cem. A principal meta de Espinho era trazer os Cem à justiça, para que pagassem por seus crimes.

Espinho efetivamente conseguiu sua meta, trazendo os Cem à justiça, o que extinguiu a gangue por anos. Com isso, sua personalidade de Espinho ficou dormente nesse período. Entretanto, alguns criminosos se juntaram e criaram uma nova versão dos Cem, chamada de “O Mil”. Quando isso aconteceu, a personalidade violenta de Espinho ressurgiu. Nessa época, ela trabalhou tanto com Superman quanto com o Gladiador Dourado para deter essa nova e poderosa versão da gangue criminosa. Por um breve período, esteve sob controle de Lorde Satanus, quando ele se passou pelo presidente da emissora de televisão Galáxia.

Espinho não tem nenhum superpoder, mas ela é muito atlética e aprendeu combate desarmado com seu pai. Ela geralmente leva um par de facas e outras lâminas para combate, além de espinhos, os quais podiam conter explosivos, bombas de fumaça, ou magnésio, que explodia em clarões cegantes.

Nos anos 90, Espinho apareceu em um arco de histórias do Arqueiro Verde escrito por Chuck Dixon. Depois de ela tentar derrubar um lorde do crime em Metrópolis, Espinho foi derrotada e aprisionada pelo perigoso criminoso Eddie Fyers. Depois de ser amarrada e amordaçada em um armário, Espinho acabou voltando à sua personalidade de Rose Forrest. Sem entender o que estava acontecendo ou como chegou lá, ela começou a chorar, e foi assim que o Arqueiro Verde a encontrou, pelo som de seu choro. Depois de algum tempo sob os cuidados do Arqueiro Verde, Rose voltou à sua personalidade de Espinho e se aliou ao herói para derrotar o lorde criminoso.

Quando Harley Quinn e Hera Venenosa se mudaram para Metrópolis, Espinho a atacou imediatamente. Após uma dura batalha, as vilãs derrotaram Espinho e a deixaram amarrada e amordaçada na estátua do Superman no Parque Centenário para que fosse vista e humilhada pelos cidadãos de Metrópolis. Depois, em outra batalha contra as mesmas vilãs, Espinho voltou a ser derrotada, e Hera Venenosa a drogou para revelar seus segredos e fraquezas. Sob influência das drogas, Rose revelou que sofria de dupla personalidade.

Ao saber da dupla personalidade de Espinho, Hera Venenosa aproveita para tortura-la, tentando provar que ela era uma fraca. Querendo sair para espairecer, a vilã deixa a vigilante capturada aos cuidados de Bizarro, a quem a heroína tinha convencido a ficar ao seu lado. Entretanto, ela é resgatada pela Supergirl, que derrota Bizarro e liberta Espinho. Juntas, elas derrotam Hera Venenosa e Harley Quinn e as entregam às autoridades.

A minissérie escrita por Gail Simone em 2004 trouxe uma versão ligeiramente diferente para a origem dessa vigilante. Nessa versão, os Cem mataram seus pais, mas Rhosyn, que tinha doze anos na época, enfrentou e mutilou o assassino de seus pais, o criminoso conhecido como Sr. Quince, cortando suas mãos. Quando ela foi internada em uma instituição psiquiátrica, passou por vários episódios de explosão de agressividade. Um psiquiatra antiético, Dr. Chritlow, criou a persona de Espinho e deixou com ela todas as lembranças traumáticas sobre o assassinato dos pais de Rose, bem como todas as suas emoções violentas, criando a personalidade submissa de Rose Forrest. Espinho foi enterrada bem fundo na psique da paciente, em uma tentativa de reabilitada para o mundo fora da instituição.

Entretanto, quando a companheira de quarto de Rose, Kimmy, foi queimada viva por outro paciente, a personalidade de Espinho emergiu e ela mutilou o maníaco que matou sua companheira de quarto. A partir daí, a personalidade de Espinho conseguiu assumir o controle do corpo com frequência cada vez maior. Um dia, ela fugiu do manicômio e passou a caçar os Cem. É insinuado na minissérie que Espinho teria matado o líder dos Cem enquanto ele estava inconsciente em um hospital.

Na minissérie, Gail Simone criou um tio e protetor para Rhosyn, o detetive Curtis Leland, que secretamente aceitava suborno dos Cem. Ele não foi capaz de evitar que a gangue matasse os pais de Rose, mas sentiu-se culpado pelo que aconteceu e sumiu com os corpos dos primeiros membros da gangue que Espinho matou, para ajudá-la a escapar da polícia. Ele tentou evitar que um vingativo Sr. Quince tentasse matar Rhosyn, mas foi morto antes de conseguir. O detetive Leland havia deixado um bilhete com a confissão de seus crimes em um bolso em seu casaco, detalhando também muitos dos crimes cometidos pelos membros dos Cem, incluindo Quince, assim a polícia poderia prendê-lo.

Também nessa minissérie é revelado que Rhosyn teria ainda outras duas personalidades: Mãe, que seria uma personalidade maternal e superprotetora, criada à semelhança de como Rose se lembrava de sua mãe, e Rosa Selvagem, uma vigilante irlandesa ainda mais violenta do que Espinho.

Recentemente, ela apareceu na revista das Aves de Rapina, trabalhando como empregada para Dinah Lance em sua floricultura, a Floricultura Sherwood e, mais tarde, intimidando o vilão Esmaga-Espiões.

Community content is available under CC-BY-SA unless otherwise noted.